Como bloquear celular roubado com o aplicativo Celular Seguro do Governo Federal

O governo brasileiro lançará nesta terça-feira o aplicativo e site Celular Seguro, uma ferramenta que visa bloquear instantaneamente aparelhos roubados e barrar acessos a contas bancárias e serviços. A plataforma funcionará como um “botão de segurança” para casos de roubos ou furtos e promete bloquear em até dez minutos os aplicativos de redes bancárias.

O acionamento da ferramenta pode ser feito pela vítima ou por alguém de confiança previamente cadastrado. Para utilizar a ferramenta, é necessário registrar a ocorrência no site e guardar o número do protocolo, além de registrar um boletim de ocorrência na delegacia. Vale ressaltar que a plataforma do governo também bloqueará mensagens via SMS.

Adesão de bancos e empresas

Todos os bancos filiados à Febraban aderiram ao aplicativo Celular Seguro, que tem como objetivo bloquear aparelhos roubados e barrar acessos a contas bancárias e serviços. A adesão de todos os bancos filiados à Febraban é uma medida importante para garantir a segurança dos clientes e evitar fraudes.

Além disso, empresas como Meta (dona das redes Facebook, Instagram e WhatsApp), Google e aplicativos de transporte como Uber e 99 vão assinar um protocolo de intenções para se integrar ao sistema do governo. A Zetta, associação que representa empresas de serviços financeiros digitais, também participará do convênio.

A medida vem em um contexto de aumento de roubos e furtos de celulares. Segundo o último Anuário Brasileiro de Segurança Pública, houve um total de 999.223 mil ocorrências no ano passado, mais que os 852.991 mil casos registrados em 2021. Isso representa uma alta de 16,6%.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já tinha um protocolo de segurança com bloqueios dos aparelhos. A ideia agora é nacionalizar e tornar mais ágil esse mecanismo, por meio do uso do site ou aplicativo Celular Seguro.

O objetivo é fazer com que o cidadão se ligue diretamente à Anatel, pulando a secretaria de segurança dos estados e as operadoras de telefonia. Atualmente, o Ministério da Justiça estima que a vítima pode levar até uma hora para fazer o registro do crime, via central eletrônica.

A adesão das empresas ao sistema do governo é uma medida importante para garantir a segurança dos clientes e evitar fraudes. A iniciativa também pode ajudar a reduzir o número de golpes envolvendo contas bancárias e senhas, além de facilitar o uso de serviços como o Apple Pay.

Reabilitação do telefone

Evolução dos aparelhos celulares

Os aparelhos celulares evoluíram significativamente desde o primeiro protótipo em 1973. Hoje, os smartphones são dispositivos complexos que armazenam uma grande quantidade de dados sensíveis, como informações bancárias e senhas. Com o aumento do número de roubos e furtos de telefones celulares, tornou-se necessário implementar medidas de segurança para proteger esses dados.

Uma das medidas de segurança é o bloqueio do dispositivo. No entanto, em alguns casos, uma pessoa pode bloquear o telefone acidentalmente antes de encontrá-lo em algum lugar. Para reverter esse engano, o governo criou um mecanismo de reabilitação do telefone.

O mecanismo não substitui o registro de boletim de ocorrência em caso de roubo ou furto, mas facilita o processo de mitigação do dano ao consumidor. Além disso, o bloqueio total do dispositivo pode ser um grande desestímulo à atuação dos criminosos, tornando o aparelho inútil.

É importante lembrar que a segurança do telefone também depende de medidas preventivas, como ativar o modo perdido, que permite rastrear o dispositivo em caso de perda ou roubo, e o Encontre Meu Dispositivo, que ajuda a localizar o aparelho em um mapa. Também é recomendável apagar o dispositivo remotamente em caso de perda ou roubo, usando o iCloud ou outro serviço de proteção de dados.

Em resumo, a reabilitação do telefone é um mecanismo importante para mitigar o dano ao consumidor em caso de bloqueio acidental do dispositivo. No entanto, é fundamental adotar medidas preventivas para proteger o telefone e os dados sensíveis armazenados nele.

Passo a passo da instalação

Perguntas Frequentes

Qual é o processo para utilizar a função ‘Encontre Meu dispositivo’ para localizar um celular roubado?

A função ‘Encontre Meu dispositivo’ é uma ferramenta disponível em alguns modelos de celular que permite localizar o aparelho em caso de perda ou roubo. Para utilizá-la, é necessário que o celular esteja conectado à internet e que a função esteja ativada. Para localizar o celular, basta acessar o site do serviço e fazer login com a conta Google associada ao aparelho. É possível ver a localização do celular em um mapa e realizar algumas ações, como bloquear o aparelho e exibir uma mensagem na tela.

Existe uma forma de bloquear meu celular roubado mesmo sem o chip?

Sim, é possível bloquear um celular roubado mesmo sem o chip. Para isso, é necessário entrar em contato com a operadora e informar o número IMEI do aparelho. O bloqueio será feito imediatamente após a confirmação dos dados.

Sobre o Autor

Ubiratan Motta
Ubiratan Motta

Historiador que dedicou sua vida à carreira militar. Especialista em recursos humanos e logística, e com vasta experiência em operações e missões das Forças Armadas.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.