Companhia aérea de Cuba cancela voos após Argentina se negar a vender combustível

Fornecedores de combustível de aviação em Buenos Aires se recusaram nesta semana a vender o produto à companhia aérea estatal Cubana, citando preocupações com as sanções dos Estados Unidos sobre a ilha caribenha, o que causou cancelamentos imediatos de voos, informou na quarta-feira (24) a empresa com sede em Havana.

A Cubana de Aviación S.A, que opera voos dentro de Cuba e para vários destinos internacionais, afirmou que cancelou viagens nos dias 23 e 24 de abril, além de outros voos contratados por parceiras, o que forçou a empresa a remarcar as passagens ou reembolsar seus clientes.

“Essa decisão ocorre devido à recusa de fornecedoras de combustível de aviação da República da Argentina de realizar o serviço para a companhia aérea, alegando provisões do bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba”, afirmou a empresa.

Planilha Gratuita

Fuja dos ativos que rendem menos com essa ferramenta gratuita

Baixe a Calculadora de Renda Fixa do InfoMoney e compare a rentabilidade dos ativos

O Ministério das Relações Exteriores da Argentina e o Gabinete da Presidência não responderam imediatamente a pedidos da Reuters para que comentassem o tema.

O embargo comercial dos EUA contra Cuba foi imposto após a revolução de 1959, liderada por Fidel Castro. As leis e os regramentos norte-americanos dificultam transações financeiras e a aquisição de bens e serviços por parte do governo cubano. Também aumentam os riscos para as empresas estrangeiras que fazem negócios com a ilha.

Apesar das sanções, os voos já antigos da Cubana entre Havana e Buenos Aires ocorreram sem grandes dificuldades durante o governo do ex-presidente esquerdista Alberto Fernández, que manteve proximidade com Cuba.

Continua depois da publicidade

Mas o atual presidente, Javier Milei, um libertário de extrema-direita que assumiu o poder em 10 de dezembro, é pró-EUA e tem uma postura mais fria em relação a parcerias comerciais com governos esquerdistas, incluindo Brasil e China. Cuba tem se mantido calada sobre as relações desde a eleição de Milei.

FONTE

Sobre o Autor

Ubiratan Motta
Ubiratan Motta

Historiador que dedicou sua vida à carreira militar. Especialista em recursos humanos e logística, e com vasta experiência em operações e missões das Forças Armadas.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.